Imagem capa - Sobre usar lentes antigas em câmeras digitais por Rodrigo Galvão

Sobre usar lentes antigas em câmeras digitais


Fuji X-Pro 1 com lente Pentax-A 50 mm


Migrei há algum tempo para a linha X da Fuji. Não foi um movimento fácil (e vez por outra ainda tenho lá minhas dúvidas), mas tem se mostrado uma decisão bastante acertada: menos peso, qualidade incrível e tecnologia idem, camuflada sob uma ergonomia simples e muito eficiente de uso. Atualmente, me acompanha uma X-Pro 1, um dos primeiros modelos voltados para a linha profissional da marca na linha X. Com estilo rangefinder (visor híbrido ótico/eletrônico), cores muito boas no sensor X-Trans CMOS e um corpo extremamente bem construído, é câmera p o resto dos dias. 


Como todo fotógrafo e olheiro para as possibilidades, comecei a ler sobre o uso de lentes antigas (ou "vintage", como preferem alguns) adaptadas às câmeras digitais. Um olho nas resenhas e outro na cinquentinha que estava na Pentax P30 que hiberna há alguns anos no armário. Um pequeno investimento de 70 reais em um adaptador no ML e já era: a lente Pentax-A 50mm f2.0 pulou para a X-Pro1!


Primeiros testes, algumas dificuldades e outras boas surpresas, como as fotos mostram. 



ISO 200 - 1/125 - f5.6


O que complica um pouco? Ajustar o foco com pouca luz. Com lentes manuais, operação idem: foco e abertura são ajustados nelas. Apenas a velocidade permanece na câmera. Para objetos e seres em movimento (pimpolhos e pimpolhas, cães, etc), as coisas não são muito simples.


Para quem fez escola nas antigas reflex analógicas, nada impossível; para os que nasceram no maravilhoso mundo das digitais, um pouco de treino não faz mal algum.


O fator de corte (ou crop, como insistem) permanece o mesmo para o sensor APS-C de cada marca. No caso das Fuji X, é de 1,5 e, portanto, a 50mm torna-se uma 75mm.


O desfoque é ok (vide a foto das folhas logo ali), mas o melhor mesmo são as cores e a textura.

 






Cores que se aproximam de filmes em câmeras analógicas; tanto esta foto como a das folhas estão sem edição e sem corte - ambas capturas em 1x1, formato bastante interessante para descondicionar um pouco o olhar dos tradicionais 3x2 ou 4x3.


Alguns estudos com luz e cor ainda em andamento e na espera de uma Pentax 135mm f2.5. Em breve, por aqui.