Imagem capa - Exposição da série Postais por Rodrigo Galvão

Exposição da série Postais



Caminhar sempre foi mais do que um hábito. Necessidade, prazer, vontade desde sempre - e talvez esta seja uma das melhores práticas para quem fotografa. Certo estava Doisneau e seu flanar pela cidade, porque antes mesmo da câmera acontece o instantâneo do olhar com seus recortes e apropriações.

A série Postais, cuja exposição acontece a partir do dia 17.07 pela primeira vez, é um pedaço desse caminhar: são imagens feitas nos últimos 3 ou 4 anos em andanças ao amanhecer. Há outras e em diversas cidades, mas me dei conta de uma espécie de "curadoria inconsciente" ao notar que todas remetem a São Paulo. Talvez por proporcionar longos percursos, idem porque quase sempre a cidade, em suas primeiras horas do dia, abre espaço para os caminhos de luz e sombras.

O nome surgiu meio que por acaso ao notar a semelhança com antigos cartões-postais, cuja finalidade, na falta de fotografias próprias, era de certo modo mostrar pedaços de cidades visitadas. Não qualquer cidade, mas a que se pretendia exibir como lugar de estar, de percorrer. No fim, a opção por tons de cinza e espaços amplos acabou por definir o perfil desta série.

No papel, para garantir a similaridade, a impressão escolhida foi em papel algodão. O resultado na tela está na galeria deste mesmo site. Na parede, para quem quiser ver mais de perto, basta dar um confere na expô. Acontece inicialmente no Espaço União, no Jaú Shopping, de 17 a 31.07. Só chegar.